A FNE e a AFIET (Associação para a Formação e Investigação em Educação e Trabalho) promovem no próximo dia 8 de março, entre as 17h e as 18h, o webinário “Quebrar os preconceitos” com Joana Torres, da Universidade Fernando Pessoa, Mestre em Psicologia da Justiça e ativista feminista, como oradora convidada, e que terá a Professora Maria José Rangel, Presidente do Sindicato Democrático dos Professores da Grande Lisboa e Vale do Tejo (SDPGL) como moderadora.

Esta é a forma de a FNE e a AFIET se associarem ao Dia Internacional da Mulher, celebrado pela ONU desde 1975, e que este ano escolheu como tema das celebrações a “Igualdade de género hoje para um amanhã sustentável”.

A par do webinário, a FNE e a AFIET associam-se também à Campanha da ONU pela quebra de preconceitos contra as mulheres, um tema crucial no âmbito da defesa dos Direitos Humanos e fundamental para o bem-estar físico, mental e social na Educação, na Formação e no mundo do trabalho.

Os sindicatos têm desempenhado um papel vital na defesa dos trabalhadores e em particular do papel das mulheres no mundo, através da criação de estruturas cujo objetivo é transpor as barreiras que ainda persistem para que a igualdade de género se torne definitivamente uma realidade em todo o mundo.

Comemorar o Dia Internacional da Mulher é também prestar um tributo especial a todas as dirigentes sindicais que, nos vários continentes, organizam iniciativas para tornar o mundo num lugar mais humano, mais livre e mais justo para todos, com respeito pela diversidade de cada um.

Será enviado um certificado de presença aos participantes que acompanharem o webinário através da plataforma Zoom.

Inscreva-se aqui para o webinário: https://us02web.zoom.us/webinar/register/WN_fxCnrWzaShaf63aTm8G-5A

Será enviado um certificado de presença aos participantes que acompanharam o webinário através da plataforma Zoom.

Oradora

 Joana Torres

Licenciada em Criminologia (2012), em Psicologia (2016) e Mestre em Psicologia da Justiça (2014), pelo Instituto Universitário da Maia. Investigadora do programa doutoral em Criminologia, na Faculdade de Direito da Universidade do Porto, onde desenvolve um estudo que procura analisar as políticas públicas e as respostas institucionais prestadas em Portugal às vítimas de violência nos relacionamentos íntimos. Pós-Graduada em Direitos Humanos pela Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra, encontra-se a realizar uma Pós-Graduação em Avaliação de Políticas Públicas, no ISCTE. Docente na Universidade Fernando Pessoa e no Instituto Universitário da Maia na Licenciatura de Criminologia e facilitadora de processos de educação não formal no Conselho Nacional da Juventude. Ativista feminista, é autora de artigos científicos nas suas áreas de estudo. As suas áreas de ação incluem a Vitimologia, através de uma perspetiva feminista, explorando as questões de género, a interseccionalidade, interculturalidade, migrações, minorias étnicas e a delinquência juvenil. Realiza trabalho de intervenção humanitária desde 2015, tendo desenvolvido missões de intervenção ao nível da violência contra as mulheres, nomeadamente a mutilação genital feminina. É membro efetivo da Ordem Portuguesa dos Psicólogos.

Moderadora

Maria José Rangel (Presidente do SDPGL)

Fonte: FNE

Partilhar:

1 Comentários

  • António, 16 de Março, 2022 @ 13:33 Responder

    Parabéns à Mª José Rangel pela forma como moderou este debate

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.