Está quase a arrancar o XIV Congresso da UGT. O atual secretário-geral Carlos Silva deixa a liderança a cargo de Mário Mourão. O congresso acontece em Santarém nos dias 23 e 24 de Abril, no CNEMA, em Santarém, onde será discutida e aprovada a estratégia sindical a seguir no próximo mandato 2022-2026.
Sob o tema “É urgente reforçar a Europa Social | Por Empregos Decentes e Salários Dignos” serão definidas novas políticas pelo movimento sindical que visam o desenvolvimento de Portugal e a melhoria das condições de vida e de trabalho dos portugueses.

“Estou convencido que a UGT não vai alterar a sua postura. Há um novo secretário-geral, com um novo estilo, […] mas a filosofia da UGT é indestrutível e vai-se manter”, disse o secretário-geral cessante da UGT, Carlos Silva, em entrevista à agência Lusa.

Do crescimento económico à criação de emprego, dos aumentos salariais à inovação e à melhor qualificação dos trabalhadores e demais cidadãos, da adoção do princípio de trabalho e de salários dignos, do aumento da competitividade à justiça e à equidade social e económica, de um maior dinamismo dos diversos setores da administração pública a um sistema educativo mais inclusivo e equitativo e ao reconhecimento da atividade dos professores, do reforço do Serviço Nacional de Saúde à coesão territorial e ao reforço da concertação social e da negociação coletiva, entre tantos outros setores, constituem algumas das apostas mais fortes que a UGT se propõe enfrentar no próximo quadriénio.

“Quando se discute um candidato [à liderança da UGT], discute-se tudo, o poder que tem na central, a capacidade de mobilização […] e a questão financeira também impele a apoiar Mário Mourão, pois o Sindicato dos Bancários do Norte é um dos mais poderosos sob todos os pontos de vista”, considera Carlos Silva.

Hoje dia 22, precedendo o congresso, acontece a Conferência Nacional “Situação e Perspetivas da Negociação Coletiva” organizada pela UGT. O SDPGL estará presente no congresso com a presença física dos participantes Prof.ª Maria José Rangel, Prof. António Sota Martins e Prof.ª Maria José Simões e online com os participantes Rui Inácio e Isabel Ribeiro.

Fonte: UGT e Lusa

Partilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.